Toledo registra mais uma morte por Covid-19

Cidade

Toledo registra mais uma morte por Covid-19

Marcos Antonio, do BrOnline com informações de Assessoria – Neste sábado, 19, Toledo registrou mais uma morte em decorrência do coronavírus. Um homem com 85 anos e diagnóstico positivo para a Covid-19 (Sars-Cov-2) por meio de exame RT-PCR, com início dos sintomas em 11 de setembro. Estava internado em leito hospitalar e morreu no início da tarde deste sábado. Toledo registra 54 mortes por coronavírus (30 homens com idades entre 38 anos a 93 anos e 24 mulheres com idades entre 31 anos a 93 anos).

Neste sábado foram mais 76 novos infectados pela Covid-19, o total de casos está em 5.303. A 27ª semana de pandemia em Toledo fechou com 415 casos da doença, média diária de 59 positivados e ainda 03 falecimentos. Em comparação com a semana passada, quando foram registrados 416 casos, esta semana registrou 01 confirmação a menos. Conforme com o boletim da secretaria municipal da Saúde e do COE, nas últimas 24 horas são mais 94 curados da doença, o total é de 4.477 recuperações.  Nesta semana foram mais 401 curados, média diária de 57 restabelecidos. Em comparação com a semana passada, quando se confirmou 282 curados da doença, esta semana teve 119 recuperados a mais.

DADOS ATUALIZADOS DA COVID

Os casos ativos em Toledo são de 772 pessoas que ainda não se recuperaram da Covid-19, (confirmados – recuperados). 256 pacientes aguardam resultado de teste da Covid-19 pelo Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen).  São 10.183 notificados (total de casos somando com descartados, em análise e confirmados) e 4.624 foram descartados. 12.007 pessoas fizeram testes rápidos, sendo 2.022 positivos.

A secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirma mais 1.536 casos da Covid no Paraná neste sábado (total de casos: 161.764) e são mais 26 mortes nas últimas 24 horas (total de óbitos: 4.050) e ainda 114.358 pessoas estão recuperadas da doença.

LEITOS

A taxa de ocupação dos leitos de UTI, Ala Covid-19 está em (68,42%) nos dois hospitais de referência a Covid na microrregião. A 20ª Regional da Saúde informa que neste sábado, no Hospital Bom Jesus, em Toledo, a taxa está em (58,33%), dos 24 leitos de UTI, 14 estão ocupados. No Hospital Moacir Micheletto, em Assis Chateaubriand, dos 14 leitos, 12 estão com enfermos (85,71%). Dos 14 leitos de enfermaria, 02 permanecem ocupados (14,29%). Toledo tem 45 pacientes internados; 19 em leitos de UTI e 26 pessoas em leitos de enfermaria.

 

 

Jardim Porto Alegre e Industrial concentram o maior número de casos de Covid em Toledo

 

A região do Jardim Porto Alegre e Industrial, em Toledo concentram o maior número de casos da Covid-19, total de 277 (20,2%). Em seguida vem à região do Panorama e São Francisco, com total de 206 (15%) casos confirmados. O cenário analisado compreende o perfil dos casos confirmados por local de moradia entre os dias 07 e 14 de setembro. A analisa do perfil dos casos do coronavírus é realizada pela UTFPR - Câmpus de Toledo.

A região do Centro desponta com 178 casos e ocupa o terceiro lugar, representando 13% do total de pessoas contaminadas nos últimos dias em Toledo. Na sequência e com números próximos está o Pancera e o La Salle, com 163 (12%) casos. Já a Pioneira, apesar do número de moradores expressivo, está na quinta posição, com 144 casos (10,5%). 

 Se considerar as regiões que apresentaram a maior taxa de crescimento nos últimos dias, os bairros Tocantins, Vila Industrial, Jardim La Salle, Jardim Concórdia e Jardim Parizotto, juntos, apresentaram um percentual de 41% de crescimento em relação a primeira semana do mês. 

Quando analisado o Interior do Município, a situação fica ainda mais preocupante. Em número de casos, passou de 45 para 109. Em termos percentuais a situação acende um alerta bastante preocupante para as autoridades, 143%. 

 O médico porta-voz do COE, Fernado Pedrotti, reforça a necessidade de se cuidar, independente da situação empregatícia, idade ou região da cidade que mantém residência. 

“Nos casos confirmados positivos até dia 14 de setembro, o tipo de contágio presumido é de 46,40% de forma comunitária. Ou seja, não sabemos afirmar exatamente a origem da transmissão. Portanto o uso de máscara, o uso de álcool 70%, o distanciamento e se possível o isolamento social, podem fazer a diferença. Principalmente em localidades onde residem idosos”.

 

Galeria de imagens

Fonte: Marcos Antonio - Com Assessorias

Últimas Notícias