Se não é fácil convencer 140 mil pessoas, quanto mais 210 milhões

Opinião

Se não é fácil convencer 140 mil pessoas, quanto mais 210 milhões

Marcos Antonio, do BrOnline com informações de Assessoria – O município de Toledo tem aproximadamente 140 mil habitantes e convencer todas essas pessoas que para evitar o coronavírus é necessário o isolamento social não é uma das tarefas mais simples. Na última semana quando o porta-voz do COE, Dr. Fernando Pedrotti disse que estava decepcionado com parte da população de Toledo, que não estava respeitando o isolamento social, às redes sociais foi à loucura. Foram compartilhamentos pra cá, compartilhamentos pra lá, curtidas e comentários, uns a favor em apoio à fala de Pedrotti e outros contrários. Mas assim é a internet, um espaço para todos e cada um tem mesmo que se expressar, porque cada cidadão sabe bem onde o seu ‘calo aperta’. São contas a pagar e comida para por a mesa. 

O município clama para se evitar aglomerações, mas as pessoas fazem filas sem respeitar o distanciamento para comprar os chocolates e ovos de páscoa. Decreta que menores de 12 anos de idade não podem frequentar o comércio, mas não é o que se observa. Entretanto, será que a informação chegou aos pais e aos responsáveis? Acredite se quiser, mas ainda boa parte das pessoas não tem acesso às redes sociais e não se informam pelas mídias.

Na última sexta-feira, a Polícia Militar deteve cidadãos numa residência na Avenida Maripá. A qualificação foi enquadrada como situação de perturbação do sossego alheio e desobediência ao Decreto 772, descumprimento às medidas preventivas à propagação do coronavírus. Os policiais constataram a realização de uma festa na garagem da residência, onde se encontravam mais de dez pessoas entre moradores e visitantes.

Se não é fácil convencer 140 mil habitantes, o que se dirá de 210 milhões de brasileiros. Nas grandes cidades; São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, entre outras, as pessoas continuam se aglomerando nos supermercados, feiras, parques e nas ruas. A OMS, o Ministério da Saúde e a imprensa falam aos borbotões  da importância do isolamento social, conseguem persuadir muitos, mas alguns fazem ouvidos moucos e acreditam que a Covid-19, é o monstro do Lago Ness (Escócia), a sua existência (ou não) suscitam debates entre os cépticos.

Galeria de imagens

Fonte: Marcos Antonio

Últimas Notícias